5 coisas que eu NÃO sinto falta do Brasil

A gente sente falta da família, dos amigos, do pão de queijo, da sopa de agnoline… mas e o que não faz falta nenhuma? Eu podia falar da violência, da corrupção, do transporte podre – e eu vou falar, mas um outro dia. Hoje eu quero comentar 5 coisas que NÃO sinto falta do Brasil, mas de um jeito mais leve e ~descontraído. Porque de desgraça já estamos fartos, não é mesmo amiguinhos?

Pessoas metidas

Vamos combinar: brasileiro é amigável, é espontâneo, é solidário, mas é intrometido e curioso também. Acho que a ideia de limites não está muito bem enraizada na nossa cultura.

opiniao

  • e aquela galera que destila ódio na internet e depois comenta “é só a minha opinião”…

Claro que nem todo brasileiro é assim, mas certamente você conhece alguém assim. E as pessoas disfarçam isso de “puxar conversa”, “fazer uma brincadeirinha”, mas na verdade é se meter na vida alheia e dar opiniões que não foram pedidas. Que tal cada um cuidar da própria vida? Hein, hein?

Portanto, esse individualismo, essa cultura um pouco mais “fechada” que encontramos em outros países, por vezes pode ser uma benção.

Salto alto

A questão do salto é um pouco decorrente dessa questão de “cada um cuida da sua vida”. Explico: aqui as pessoas são mais tranquilas na hora de se vestir justamente porque cada um cuida do seu umbigo, não tem essa de ficar julgando os outros. Então é ok sair sem salto por aqui – aliás, é mais do que ok, é bem normal. No meu dia a dia e nos lugares que frequento é super raro ver alguém de salto (e quando vê, é aquele tipo de salto mais tranquilo mesmo, tipo plataforma). Nem preciso dizer o quanto isso é maravilhoso e libertador!

Fonte: Quotesgram
Fonte: Quotesgram
Televisão

Você não sabe como é feliz a vida longe da rede Globo de televisão. Você não imagina como o domingo ganha todo um novo significado quando você está livre da voz do Faustão… ah, amigos! Até o futebol é mais atraente sem a narração do Galvão!

Mas aí você me diz: ninguém precisa sair do Brasil pra se livrar da Globo! Eu sei amigo. Mas você está lá na sala de espera da rodoviária, do aeroporto, do dentista – e tá passando Globo. Você tá no boteco, no restaurante, no cabeleireiro… e a tv tá na Globo. E ela é tão perniciosa que se você tiver uma tv velha de tubo com um bombril na antena, qual é o único canal que vai pegar?

E aí você troca de canal pra se livrar da Globo e cai num Cidade Alerta! Gente, esse tipo de programa é o urubu voando na carniça da desgraça brasileira. Sem palavras!

Músicas Populares

Tão pegajosa quanto a Globo são as “músicas hit” do momento no Brasil. Você pode não ouvir rádio, não ligar a TV, mas você não consegue fugir delas.  E convenhamos, elas estão cada vez mais elaboradas em termos de grotesco.

Minha alegria só não é maior porque de cada 10 músicas questionáveis que fazem sucesso no Brasil, 1 vai chegar aqui. E aí está lá você, de boas na Manor, quando começa um Wesley Safadão!

Carros de som de propaganda

Tá, acho que essa é um pouco específica de “bairro”, mas é realidade. É o caminhão do gás, da batatinha, é o abacaxi de Terra de Areia, as ofertas do super Andreazza…

É sábado, 8h da manhã, e você acorda com um:

“Se tem o lacre verde da BR Petrobrás, pode confiar, é Liquigás!

Dá o play dona de casa!

Curtia muito mais quando o lacre era azul do cachorrinho heráldico, mas tudo bem, me enche o saco do mesmo jeito. E quando a galera resolve colocar um fundo musical? Passei uns meses de pesadelo com o carro da fruteira que passava ao som de “Esse cara sou eu”, do Roberto Carlos!

** Mais humor e menos objetividade 😉

Você também pode gostar de:

2 Comentários

  1. haha, também não sinto falta nenhuma dessas coisas e acrescentaria o esnobismo e a cultura da ostentação, que eu não suporto. Aqui isso é quase inexisteste, ou pelo menos, mais tranquilo. Nem na Bahnhofstrasse em Zurique, que é a rua mais cara da Suíça, a gente vê ostentação igual a que há em alguns shopping do Brasil. Suíços em geral não consomem pra ostentar e eu adoro isso na sociedade daqui.

    1. Oi Sandra!
      Super concordo contigo! Infelizmente no Brasil a ideia de sucesso e felicidade tá mt ligada a ideia de posse.
      Aliás, até já pensei em escrever um pouquinho mais sobre isso por aqui, até já rascunhei algumas coisas. Mas eu preciso refletir bastante antes de escrever sobre esses assuntos, pra conseguir passar a ideia de uma forma bem clara e sem margem pra polêmica.
      Abraços!
      Monique

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *