Bruxelas: Art Nouveau e Quadrinhos

Na primeira vez que fomos a Bruxelas eu descobri essas duas caminhadas nas pesquisas que fiz antes de viajar. Não conseguimos fazer porque faltou tempo (Bruxelas é uma cidade cheia de atrativos, já contei aqui), então esses foram os primeiros passeios que programei para a nossa segunda visita.

Quero deixar bem claro aqui que a gente não fez nenhuma das duas caminhadas à risca, indo exatamente até todos os pontos. A gente foi caminhando e seguindo conforme a vontade e o tempo que tínhamos disponível.

Caminhada dos Quadrinhos

Bruxelas é conhecida como a capital dos quadrinhos! Tintin, Smurfs, Marsupilami e Lucky Luke, por exemplo, são criações de artistas belgas. Essa caminhada passa por várias pinturas em áreas públicas, por museus como o Centre Belge de la Bande Dessinée e pelo MOOF, além de boutiques e cafés especializados. Nossa caminhada foi quebrada em duas partes: no sábado fomos Centre Belge de Bande Dessinée e no domingo fomos procurar os painéis pela cidade.

O Centre Belge de la Bande Dessinée é um museu dedicado aos quadrinhos europeus, desde seu surgimento até os dias atuais, com exposições permanentes e temporárias,  e está situado prédio projetado por Victor Horta e inaugurado em 1906 (o ponto em que as duas caminhadas se encontram, ehehe). O preço de entrada é de 8 euros e, se você quiser, pode pedir na entrada uma pasta com todas as explicações em português.

museu2 museu3

museu
Relevem a foto torta…
moof
Em frente ao MOOF

Em 1991, como uma forma de promover os personagens, surgiu um projeto de pintar cenas de histórias em Quadrinhos em áreas públicas – hoje existem mais de 50 painéis, a grande maioria no centro histórico de Bruxelas.

painel painel2 painel3 painel4

quadrinhos quadrinhos3 quadrinhos7

Nesse link, você encontra o roteiro da caminhada de quadrinhos (acredito que esse não seja o único roteiro, mas foi o que achei na net). Nós utilizamos os roteiros do mapa que ganhamos no hotel, mas acredito que sejam similares. Vale passar num ponto de informações turísticas e pegar o seu.

Caminhada Art Nouveau

Bruxelas também é a cidade do Art Nouveau! Isso porque o estilo originou-se na cidade, lá pelos anos 1890, graças ao trabalho pioneiro de Victor Horta e Paul Hankar, principalmente. Bruxelas tem um enorme patrimônio relacionado ao Art Nouveau espalhado pela cidade e, assim como no caso dos quadrinhos, a caminhada também leva para alguns desses pontos.

Nossa caminhada Art Nouveau também foi quebrada em duas partes: na minha primeira visita a Bruxelas nós fomos conhecer o Museu Horta, e no domingo, depois de fazer a caminhada dos quadrinhos, nós emendamos na caminhada Art Nouveau (sim, a gente foi capaz… até hoje eu lembro desse dia como um dos dias que eu mais caminhei na minha vida).

O Museu Horta está localizado na casa particular e estúdio de Victor Horta (1861-1947). Construído em 1898 e 1901, os dois prédios são típicos da Art Nouveau no seu auge. A decoração interior foi mantida, com seus móveis, utensílios e objetos de arte, desenhados por Horta e seus contemporâneos.

Fonte: www.brussels.be

Admito que não sou uma grande conhecedora do assunto – já estudei e me esqueci de muita coisa, restou mesmo a ideia “geral” e a admiração. E como o mapa da caminhada não é super preciso, muitas vezes chegávamos no local e não sabíamos se estamos realmente fotografando a construção certa. Ficam aqui alguns registros do que vimos na caminhada.

art art2 art3 art4

Para alguém que ama quadrinhos e Art Nouveau, Bruxelas é realmente um destino muito especial. Apesar do meu quadrinho favorito da infância ser dinamarquês (já falei do Petzi aqui), eu achei o museu e os painéis muito legais. Aliás, eu sempre tive uma predileção por “desenhos em grande escala” então a parte dos painéis foi realmente especial. E pra quem sempre adorou história do design e babou no Art Nouveau (aliás, parte do meu tcc de graduação), poder visitar o Museu Horta foi simplesmente incrível. O interior da casa é lindo – mas infelizmente não pode fotografar.

Nesse link você pode encontrar o roteiro da caminhada Art Nouveau.

Enfim, se você se interessa por algum desses assuntos, essas caminhadas são um passeio imperdível em Bruxelas!

Você também pode gostar de:

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *