Lausanne: Carnaval de Lausanne

Desde o ano de 1982 acontece o Carnaval de Lausanne, na primeira quinzena de maio . O carnaval acontece bem no centro da cidade, pertinho do Flon, então algumas ruas centrais são fechadas, complicando um pouco o trânsito.

Na minha opinião é um misto de carnaval, festa junina e halloween. Digo isso porque na Rue Centrale se encontra muitas barraquinhas de comida (churros, cachorro quente, batata frita, crepes, wafles, algodão doce, doces), espaços para as pessoas sentaram pra comer, e também muitas barraquinhas com “brincadeiras”, no melhor estilo festa junina, com tiro ao alvo, pescaria… e brinquedos de parques de diversão. O carnaval aqui é prato cheio pra criançada, e é realmente isso que se vê: muitas crianças fantasiadas (todo tipo de fantasia), muitas famílias fantasiadas (pais entrando na brincadeira), muito entretenimento voltado pro público infantil.

* Lembra aquele brinquedo de pescaria que dentro da boca do peixe tem um imã? tinha um desses gigante lá!

2014-05-10 14.59.352014

2014-05-10 14.59.392014

2014-05-10 15.00.552014

A parte mais legal são as bandas, que fazem um sonzinho bacana – mas nada de “olha a cabeleira do Zezé…”- pelas ruas da cidade e as pessoas vão atrás seguindo, jogando confetes (mas assim, não muito animadas sabe). Encontramos uma dessas bandas tocando Green Day ao lado da Igreja de Saint François, mas ela foi expulsa de lá assim que chegamos.

2013

2013

2013

2014-05-10 16.54.06

2014

* Repararam que, mesmo acontecendo na mesma época do ano, esse ano está muito mais verdinho e primaveril que ano passado? Nessa foto aí de cima, que foi tirada exatamente do mesmo lugar, dá pra perceber essa diferença.

No ano passado nós fomos no sábado e encontramos o Espaço Brasil (seguindo a Rue Centrale, já meio perto da Bessiéres) bombando: palco, música, dançarina loira, dançarina morena, latino sensual sem camisa, ai se eu te pego, camaro amarelo e o tchu e o tchá. Esse ano nós também andamos até lá no sábado a tarde – por pura curiosidade -, e encontramos o palco em um momento de pouca animação. Mas isso não nos salvou de ouvir o “lepo lepo” e, de novo, camaro amarelo (eles não vão cansar disso nunca?).

No ano passado nós fomos no domingo também (na verdade fomos ao Sauvabelin, e na volta descemos do ônibus na Riponne e encontramos outra manifestação carnavalesca). Estavam acontecendo algumas apresentações sul americanas, num estilo carnaval da Bolívia, carnaval do Equador e etc., na maior simplicidade: um sonzinho e pessoas dançando. De repente, chega o trio elétrico brasileiro (um caminhão enorme), invadindo a praça, trazendo uma galera (com propaganda do show do Zezé di Carmargo e Luciano em Zurique)….

Essa experiência não nos motivou a ir novamente no domingo esse ano… E creio que essas manifestações culturais também tenham sido atrapalhadas pela chuva que caiu bem no meio da tarde.

Enfim, vale um pouco pela movimentação diferente na cidade, mas não é nada imperdível. Esse ano estava menos animado que ano passado, mas talvez nós tenhamos ido em um momento meio murcho, porque ficamos uns 20 minutos caminhando por lá, e seguimos fazer outras coisas. No final das contas acaba sendo um programa bacana pras crianças.

Você também pode gostar de:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *