Copenhagen: o que ver!

OK, depois de contar as nossas impressões sobre Copenhagen – hospedagem, comida, preços, transporte e etc. aqui eu vou contar quais os pontos turísticos que visitamos.

Nós passamos o sábado e o domingo em Copenhagen e conseguimos conhecer muitas coisas nesses dois dias.

Tivoli Gardens

No sábado cedinho fomos para o ponto de informações turísticas pegar um mapa da cidade (eu sempre faço isso). O ponto de informações fica em frente ao Tivoli Gardens, que estava fechado! Gente, que azar! Eu só fui pesquisar os pontos turísticos depois de termos comprado as passagens, e percebi que perdemos a temporada de Halloween por questão de 1 semana… fica pra próxima.

tivoli3Stroget

Do Tivoli, seguimos em direção a área de comércio da cidade, Stroget. É uma área enorme, onde circulam somente pedestres e cheia, cheia de lojas. Geralmente deixamos o comércio pro final (porque não é essencial), mas não sabíamos se as lojas abririam no domingo e a curiosidade de passar na loja da Lego era grande demais. Aproveitamos a loja da Lego, da Disney, Sephora, Tiger… Mas essa parte toda merece um post a parte, que escreverei logo mais.

stroget

Nyhavn

Seguindo essa área de comércio nós chegamos, meio sem querer, no Nyhavn. O Nihavn é um pequeno porto escavado no século XVII a mando do rei Cristiano V, para permitir o acesso de barcos mercantes. No início do século XIX, os mercadores abandonaram a área e ela entrou em declínio. Durante essa época, Hans Christian Andersen viveu no Nihavn e escreveu seus primeiros contos, em 1835. Atualmente, todos os edifícios foram transformados em bares, cafés e restaurantes, revitalizando a área e transformando-a em um dos principais pontos turísticos da cidade.

Era meio dia e nossa intenção era almoçar por ali, mas o local estava tão cheiooo de turistas que abandonamos a ideia rapidinho. A gente fez algumas fotos e seguimos em direção ao Rosenborg (uma linha reta a partir dali).

nyhvn2 nihavn3

Rosenborg

O Castelo Rosenborg é um pequeno castelo renascentista originariamente construído como casa de veraneio em 1606, sendo um exemplo dos projetos arquitetônicos de Christian IV. O castelo foi usado como residência real em 1794, quando o Christiansborg foi incendiado e em 1801, quando do ataque britânico a Copenhagen. Hoje o castelo é um museu com um acervo que cobre 400 anos de história da família real e possui um interior bem preservado. Não entramos porque não tínhamos ideia de quanto demoraríamos pra fazer o resto dos passeios (e teria dado tempo).

rosenborg

rosenborg3

E bem, ali eu percebi como o mundo é mesmo pequeno. Segundo o Henrique ele estava muito concentrado fazendo fotos quando, de repente, ouviu uma “gritaria” e percebeu que era a Monique, que encontrou uma conhecida no Rosenborg e resolveu papear =P

Jardim Botânico

Saindo do Rosenborg, passeamos no Jardim Botânico de Copenhagen. O lugar é lindo e a entrada é franca. Caminhamos por uma pequena parte do jardim e entramos em uma “estufa”, onde não conseguimos ficar nem 30 segundos. Passaendo pelo jardim encontramos um esquilo vermelhinho *.*

botanic

botanic2

Pequena Sereia

Depois partimos em direção a Pequena Sereia. Fizemos um caminho meio torto, que nos deixou um pouquinho mais longe – na estátua de um urso – mas encontramos a sereia sem dificuldades, somente procurando pelo acúmulo de turistas.

urso

A pequena estátua (mas não tão pequena como o Manneken Pis) foi dada de presente a cidade pelo fundador da cervejaria Carlsberg, em 1913. Inspirada no conto de Hans Christian Andersen, a pequena sereia de bronze é hoje um dos principais pontos turísticos da cidade.

Gente, esse é um daqueles locais que eu tenho muita vontade de gritar: 10 segundos sem ninguém, por favor! Porque as pessoas querem bater foto com a estátua e grudam nela, e quando sai um já chega outro, e assim sucessivamente… e você não consegue bater uma foto da estátua sequer sem que apareça um estranho! Ficamos um bom tempo ali até – milagrosamente – conseguir uma foto sem ninguém.

sereia sereia2

Kastellet

Nós passamos pelo Kastellet – uma das fortalezas em formato de estrela mais bem preservadas do norte da Europa.

kastellet

kastellet2

Voltamos em direção ao Amalienborg pela beira do mar, e a gente praticamente voou. Muito vento, muito vento mesmo! Nesse caminho avistamos a Opera House.

opera

Amalienborg

O Palácio de Amalienborg é a residência oficial da Família Real Dinamarquesa. É composto de quatro edifícios simétricos em estilo rococó. No meio dos quatro edifícios encontra-se uma estátua do Rei Frederico V, de 1771. No museu Amalienborg é possível conferir um pouquinho mais da vida da família real dinamarquesa, inclusive conhecendo os aposentos de reis e rainhas recentes.

amalienborg

amalienborg2

Do Amalienborg já é possível avistar a Igreja de Mármore, então já aproveitamos a proximidade.

Igreja de Mármore

A Igreja de Mármore foi projetada em 1740 por Nicolai Eigtved, iniciada em 1740 e, depois de muitos contratempos, finalmente concluída e inaugurada em 1894. A igreja possui um domo enorme, o maior da Escandinávia, e ela é praticamente só domo, porque ela é redonda!

marmore marmore2

Depois da Igreja nós resolvemos voltar e caminhar um pouco mais pelo Stroget. No caminho encontramos a Igreja de S. Nicolau, que já não é mais igreja.

St. Nicolau

Centro de Arte Contemporânea de Copenhagen está situado, em parte, nos restos da Igreja de São Nicolau, que foi destruída no incêndio de 1795.

nicolau nicolau2

Round Tower – Torre Redonda

Seguimos pela área de comércio da cidade, e chegamos na Round Tower. Aproveitamos que ainda estava aberta e subimos para apreciar uma vista diferente da cidade. A torre redonda foi construída no século XVII e é o mais antigo observatório astronômico em funcionamento da Europa. Para chegar lá em cima você vai subindo por uma rampa em espiral muito bacana.

roundtower

roundtower2 roundtower3

E assim a gente terminou o sábado. Paramos pra jantar num McDonalds mesmo e voltamos pro hotel. No domingo nós começamos nosso dia no museu Nacional da Dinamarca (post em breve). Depois nós seguimos para o Christiansborg.

Christiansborg

O palácio de Christiansborg é a sede dos poderes executivo, legislativo e judiciário da Dinamarca. Também é utilizado pela monarquia para realização de eventos. O atual edifício é o terceiro a ser construído no mesmo local desde a construção do primeiro castelo em 1167.

christiansborgchristianborg2A subida na torre do Christiansborg é gratuita e oferece, basicamente falando, a mesma vista que a subida na Torre Redonda. Como nós estávamos de bobeira por ali nós subimos, mas quem tem menos tempo pode escolher uma das duas.

Depois do Christiansborg nós estávamos cansadíssimos de tanto caminhar e de tanto vento, então passeamos mais um pouco pelo comércio (vcs não entendem o poder que aquela Loja da Lego tem) e voltamos pro hotel buscar nossas mochilas. E assim voltamos pro aeroporto de trem, tranquilamente.

Você também pode gostar de:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *