Expo Milano 2015 em 1 noite: vale a pena?

A Expo Milano 2015 é uma exibição universal que acontece de 1 de maio a 31 de outubro, em Milão, na Itália. Neste período, cerca de 140 países exibem o melhor de suas tecnologias e ações com relação ao tema do evento: Feeding the Planet, Energy for Life, sobre a garantia de alimento saudável, seguro e suficiente para todos respeitando os limites do nosso planeta. A Expo espera receber cerca de 20 milhões de visitantes em seus 1.1 milhão de metros quadrados de área.

expo2015

A feira funciona como uma plataforma de troca de ideias e soluções sobre o tema, estimulando a criatividade e promovendo inovação em direção a um futuro sustentável. É uma oportunidade para refletir e buscar soluções para aqueles que passam fome (cerca de 870 milhões de pessoas), sobre a má alimentação, sobre a obesidade e sobre o desperdício de toneladas de alimento que acontece todo ano.

A primeira Expo Mundial aconteceu em Londres, em 1851, e foi a primeira exposição internacional da indústria. Em 1889, em Paris, a Torre Eiffel foi construída para celebrar a Expo Mundial e ser seu símbolo. O Atomium, de Bruxelas, também foi construído para uma Expo, de 1958.

Símbolo da Expo Milano 2015
A Visita

Para chegar na Expo Milano com o transporte público é simples: estação Rho Fiera, que é a estação final da linha de metrô vermelha M1. Saindo da estação você já está na entrada Fiorenza, onde tem guichês para compra do bilhete e acesso pra feira. A feira funciona das 10h às 23h, todos os dias. Os bilhetes custam:

  • Data fixa: 34€ adulto
  • Data livre: 39€ adulto
  • Noite (válido após as 19h): 5€

Acesse o site da Expo para conferir valores para famílias, idosos e estudantes com menos de 26 anos.

mapa
Se clicar no mapa ele fica maior 😉

 

Nossa experiência

Nós fomos nesse último domingo a noite, dia 02 de agosto. Chegamos perto das 19h e enfrentamos uma pequena fila para comprar o bilhete, mas nada demorado. Entramos logo em seguida e passeamos até cerca de 22h.

Bom, a Expo é realmente enorme e tem muita coisa a ser vista! Imagine uma looonga avenida com pavilhões dos dois lados. E aqui entra uma das partes mais interessantes: cada país tem uma pavilhão diferente que representa um pouco da sua cultura e arquitetura. Nesses pavilhões, além das exposições também tem restaurantes/bares com comidas do país. Então a experiência toda é muito interessante porque a cada passo o cenário vai mudando, a música vai mudando, os cheiros vão mudando (alô Japão e seu cheiro de gengibre!) e você tem a oportunidade de experimentar comidas muito diferentes.

belgica
Um feliz reencontro com a culinária belga

Em uma noite você consegue ter uma “visão geral da coisa toda”, ou então escolher 1 ou 2 pavilhões que mais te interessem pra conhecer com calma. Digo 1 ou 2 porque fomos no domingo a noite, então estava bem movimentado e alguns pavilhões tinham longas filas na entrada (inclusive o do Brasil!). Mas quem sabe durante a semana ou na baixa temporada você até consiga ver mais coisas em uma noite.

Apesar do pouco tempo, eu achei que vale muito a pena passar uma noite lá. Se você não tem um dia inteiro pra gastar, ou está meio curto de $$$, a visita noturna é um passeio ótimo – nada aprofundado, mas serve pra matar a curiosidade de conhecer uma EXPO (e dá até pra ir mais de uma noite pra aproveitar mais.). Agora, se você tem tempo, se interessa pelo assunto e tem pique (porque é cansativo gente), um dia inteiro é o mínimo que você pode dedicar!

Pra finalizar, algumas fotos dos pavilhões mais interessantes!

Pavilhão brasileiro super disputado: todo mundo querendo brincar na rede!
nepal
Nepal

 

China
angola
Angola
tailanda
Thailândia
ecuador
Equador
kuwait
Kuwait
chile
Chile

Você também pode gostar de:

2 Comentários

Deixe uma resposta para Bárbara Malcur Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *