Genebra International Motor Show

Em fevereiro, quando fomos a Madrid, vi a propaganda do Salão do Automóvel de Genebra no avião da Swiss. Comentei com o Henrique que esse é um tipo de evento que, mesmo se você não é super fã do assunto, vale visitar uma vez na vida. Ficamos com essa carta na manga e, como recebemos visitas nesse finde que passou, sugerimos a visita para os nossos amigos: olhinhos brilharam e decidimos visitar a feira no sábado, dia 07 de março.

O Genève Motor Show acontece no Palexpo, perto do aeroporto da cidade, todo ano no mês de março e está em sua 85º edição. A feira acontece em Genebra desde 1905, e só foi interrompida durante as duas Guerras Mundiais. As principais estreias do setor acontecem no Salão de Genebra, por uma decisão da OICA: Organisation Internationale des Constructeurs d’Automobiles, já que a Suíça é um território neutro e não é ‘lar’ de nenhuma grande marca, evitando assim favorecimentos. A feira tem por objetivo apresentar as principais novidades do setor automotivo, tanto no segmento luxo quanto no segmento popular, bem como designs conceituais e tendências. Em 2015, a exposição conta com cerca de 900 modelos, sendo que cerca de 100 modelos são novidades apresentadas pela feira – como o Ferrari 488 GTB, Lamborghini Aventador SV e Porsche Cayman GT4, assim como Ford Focus RS, Honda Civic, Picanto Facelift, Toyota Auris…

Nossa intenção era chegar cedo lá pra poder passear em outros lugares depois e fazer o dia render mais. No caminho já pegamos um trânsito esquisito pra um sábado de manhã e, chegando perto do Palexpo, percebemos que muitas outras pessoas tiveram exatamente – exatamente – a mesma ideia que nós. Largamos o carro no estacionamento pela bagatela de CHF 20, enfrentamos uma fila enorme pra pagar o estacionamento e pegamos um ônibus, cedido pela organização do evento, pra chegar até o local da feira.

pagani peugeot

Chegando lá compramos nosso ingresso rapidinho, sem filas, e entramos na feira. Pagamos CHF 16 cada um para entrar e, a partir das 16h o ingresso fica CHF 8. Pensando em reais é um pouco caro, mas pensando em francos achamos um preço bem ok para entrar na feira (achávamos que seria muito mais). Ganhamos um mapinha na entrada, sinalizando a posição de cada estande (e são muitas, mais do que você possa imaginar), banheiros, escadas, acessos e todo o necessário.

6505 amarelo

Posso dizer que, num geral, a feira estava lotada mas estava ok. Perto dos estandes menos ‘famosos/phodásticos’ rolava um movimento grande de pessoas, mas nada que um joguinho de cintura não resolvesse. O problema estava mesmo perto dos estandes como Ferrari, Bentley e Jaguar. Nesses pontos rolava um acúmulo tão grande de gente que ficava impossível – IMPOSSIVEL – caminhar. Na frente do estande da Jaguar o corredor ficou tão lotado que, por um momento, ninguém conseguia andar em direção nenhuma. Nesse ponto nós ficamos muito indignados com a feira. Não só por colocar um corredor minúsculo e em curva em frente a um dos estandes mais procurados, mas também por não colocar ninguém ali para, ao menos, tentar organizar o fluxo de pessoas. Rolou empurra empurra, indignação, cotoveladas – e rolou também uma decepção com a feira.

motorshow

 

E pra quem espera lindas moças alisando os carros, isso não é bem uma realidade. Acredito que isso possa até acontecer na apresentação pra imprensa, mas no sábado praticamente não vimos isso. Alguns carros a gente só vê meio de longe, em outros algumas pessoas estão mexendo, em outros a exposição é aberta mesmo e todo mundo pode entrar, futricar…

edag

florzinha

f1 portas

Como expert no assunto – só que não – eu aproveitei pra namorar vários carros pequenos e que cabem nos meus planos futuros. Não sou do tipo de pessoa que sonha em ter carro, mas também não posso mais com a ideia de usar transporte público no Brasil a noite sozinha. Então, enquanto todos babavam nas Ferraris da vida, eu estava emocionadíssima dentro de um C1, da Citroen.

c1
Piraaaando

 

ferrari ferrari2

Vários estandes estavam vendendo produtos relacionados as marcas, mas nem fiz questão de chegar pertinho e conferir preços (tudo caro, imagino). Vale citar também que, apesar de ter bares e restaurantes, vimos muitas pessoas entrando na feira com seu próprio lanche, o que é sempre uma boa pedida pra quem quer fugir dos preços abusivos desse tipo de evento e desse país em geral.

fordmustang

cayman motor

De qualquer forma nós passeamos por toda feira, entramos em alguns carros, batemos muitas fotos… e fomos embora, em direção ao centro de Genebra, para almoçar. Achamos que super vale a experiência de conhecer, porque a gente teve a oportunidade de ver carros que não veremos tão fácil por aí – e mesmo que design automotivo não seja minha grande paixão, apreciar um belo trabalho é sempre interessante. Mas saímos de lá um pouco incomodados com a organização do evento – pelo tamanho e importância, e também porque sempre esperamos organização e civilidade na Suíça. Provavelmente durante a semana é mais tranquilo, mas como são somente 10 dias de exposição por ano, não sabemos até que ponto é possível encontrar calmaria lá dentro.

Para ver mais fotos, entre no site do evento!

Você também pode gostar de:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *