Links Legais

Esporadicamente eu vou compartilhar alguns links de assuntos legais por aqui, como uma espécie de evolução do meu Aleatórios da Semana.  A ideia é compartilhar textos interessantes e propor algumas reflexões diferenciadas por aqui.

Encontro_blogueiros

1) No último sábado de abril aconteceu o I Encontro de Blogueiros Brasileiros na Suíça, na cidade de Berna, evento para o qual eu fui convidada graças a esse humilde sítio. O evento reuniu blogueiros e leitores, e tivemos a chance de apresentar um pouquinho da nossa história e responder dúvidas, trocar ideias e conhecer muita gente bacana. De minha parte, posso dizer que foi uma tarde muito divertida e proveitosa, e que me deu um “gás” pra continuar escrevendo por aqui. Pra ler mais sobre esse encontro, a Ana Julia do Pelo Mundo Blog escreveu um post bem legal cheio de fotos e links dos blogs participantes; e a Juliana, do Eu ando pelo Mundo também contou lá no blog dela um pouquinho do encontro.

book

2) Enquanto a maioria das pessoas sofre pra terminar um livro, eu sofro é pra abandonar uma leitura pela metade. Por mais que o livro não esteja me agradando, eu sempre tenho a esperança de que ele vai melhorar (principalmente quando a expectativa sobre ele era grande) – e eu detesto a sensação de largar um livro pela metade. Essa semana eu percebi como isso é um saco e me senti bem estúpida por perder tempo com um livro ‘ruim’, enquanto vários outros livros me esperam. Pesquisando um pouco sobre o assunto encontrei esse texto aqui sobre “complexo de culpa”. Vale a pena ver, caso você tbm sofra desse problema.

minimalism

3) Caí no Teoria Criativa pela primeira vez por conta do tal armário cápsula e, seguidamente, eu volto lá. Na minha última visita achei esse texto sobre Minimalismo e achei fantástico, pois ele entra em um tópico que tenho reparado ultimamente: essa estética minimalista e padronizada que vem tomando conta de tudo e deixando tudo igual. Os ambientes, as roupas, a decor… tá tudo clean, tá tudo preto e branco, tá tudo milimetricamente posicionado pra sair bem na foto – na verdade, parece que as coisas só estão ali pra foto mesmo. Falando em foto, tenho que confessar que eu me espanto com contas pessoais padronizadas no Instagram. E a vida real, minha gente?

“…convicção de que a vida é fundamentalmente caótica e de que, exceto no terreno da arte, tentativas de gerar ordem trazem uma negação crítica e puritana de nossa condição.” A Arte de Viajar, pag. 105

Veja bem: eu curto muito essa estética mais limpa, meu mural de decor no Pinterest não me deixa mentir. Mas como bem disse a Gabi, temos que saber interpretar essas tendências e informações, e não simplesmente copiar cegamente. Eu já não consigo salvar mais imagem nenhuma pq parece um repetição sem fim, sempre mais do mesmo.

clothes

4) Esse texto da Carol Burgo veio muito a calhar com uns pensamentos que tenho tido ultimamente – só que obviamente ela conseguiu colocar isso num texto de uma forma que eu nunca seria capaz. Mas tenho refletido sobre como é bacana entender e aceitar seu próprio estilo. Eu sempre me vesti de uma forma muito básica, e sempre me achei sem graça por isso (e tentei mudar, tentei ser igual, tentei ser diferente, usei coisas bizarras – e tudo o mais que a Carol descreve tão bem no texto). Hoje eu simplesmente aceito que eu sou básica mesmo e que isso nada mais é do que uma externalização de características importantes da minha personalidade. Isso não significa que eu estou satisfeita com o meu guarda roupa, mas é um importante primeiro passo de uma longa caminhada.

Daqui um tempo eu volto com mais links!

Você também pode gostar de:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *