Passeio de 1 dia no Principado de Mônaco

Shá lá lá lá lá lá lá…..Impossível não cantar. IM-POS-SI-VEL.

O Principado de Mônaco é o 2º menor país do mundo e também o país com a maior densidade demográfica do mundo. Fica ao sul da França e tem como forma de governo a monarquia constitucional, cujo príncipe soberano é Alberto II.

Quando fomos a Nice resolvemos esticar nosso passeio até lá. De princípio era despeito de conhecer mais um mini país e curiosidade por causa da Fórmula 1. Mas no final das contas Mônaco foi um dos lugares mais lindos e incríveis que já visitamos! O dia lindo colaborou com o cenário e, bem, vejam as fotos!

Como chegar:

Nós saímos de Nice no domingo cedinho e pegamos o ônibus 100 Nice-Monaco-Menton, pertinho da Praça Garibaldi (atrás do Monoprix, mais ou menos em frente ao museu de Arte Moderna e Contemporânea). O bilhete custa € 1,50 por pessoa (compra com o motorista) e esse, com certeza, foi o passeio mais bacana que eu já fiz na minha vida com tão pouco dinheiro. Se puder, sente sempre no lado voltado pro mar, porque a vista é simplesmente demais!

villefranche

A partir da parada “Cimetière” vocé já está em Mônaco. Mas o truque aqui é descer na parada Monte Carlo (Casino), pois ela te deixa exatamente na frente do Ponto de Informações Turísticas, onde você pode pegar um mapa e também uma brochura com explicações em português. A atendente também nos mostrou no mapa os pontos turísticos, traçou uma rota bacana entre eles e nos mostrou onde pegar o ônibus 100 de volta a Nice (uma ajuda e tanto!).

O que ver por lá:

Atrás do ponto de informações turísticas, atravessando um lindo parque, está o Cassino, um dos pontos mais importantes de Mônaco. Mas nós fizemos uma malandragem e atravessamos os jardins do Cassino pra chegar na famosa curva do Grande prêmio de Mônaco, na Avenue des Spélugues.

curva
A curva e o Cassino
curva2
A curva e o mar

Depois subimos uma escadaria até o Cassino. Idealizado por Charles Garnier (Opera de Paris) e finalizado em 1863, é um dos cassinos mais glamourosos do mundo. Como passamos por ali de manhã ele estava fechado, mas é possível entrar pra turistar (10€). Nós também andamos pelo terraço arborizado em frente ao Cassino e vimos o Auditório Rainier III, que é uma esquema super colorido que dá pra ver fácil fácil usando o Google Earth.

cassino

mar
Vista do terraço

 

auditorio

Depois nós descemos em direção ao Jardim Japonês, um espaço verde de 7000 m² de pura tranquilidade em cima de um estacionamento, na beirinha do mar. Na volta passamos pertinho do Auditório, no túnel igualmente famoso do Grande Prêmio de Mônaco. É, o Henrique me levou conhecer uma “curva” e um “túnel”, risos.

jardim jardim2

tunel5

tunel4
Divando 😉

tunel3

tunel2
Saindo do outro lado…

Depois nós fomos acompanhando a beira do mar, circulando o Port Hercule e admirando a pobreza dos iates ancorados. Na Route de la Piscine estava montado uma espécie de parque de diversões, onde aproveitamos pra comprar um lanche (boas opções, preços em conta). Dali caminhamos pelo Quai Antoine I até chegar numa grande construção (um estacionamento, eu acho) e subimos até o último andar, onde a vista era simplesmente incrível. Dali nós caminhamos em direção ao Museu Oceanográfico e tivemos que subir bastante pra alcançar o nível no museu (escadarias e rampas no meio de um parque).

quairainier5 quairainier4

quairainier3
Esse era o caminho quando chegamos no último andar da construção

quairainier2

quairainier

Inaugurado em 1910, o Museu Oceanográfico de Mônaco tem 6500 m² de espaço aberto ao público, divididos entre museu e aquários com cerca de 6000 espécies marinhas. Nós não entramos, e agora eu me arrependo, principalmente porque eu não consigo lembrar exatamente que bobeira deu na gente de não entrar (custa 14 €). Apesar de tudo, acho que o mais bacana mesmo é a localização do museu, conforme a foto abaixo. Como nós passamos por detrás dele (ou pela frente, não sei), não temos fotos da face do museu virada pro mar, mas peguei essa na net só pra ilustrar.

museu_oceano
Fonte: www.hublot.com

museu museu2 museu3

Do museu nós seguimos pelo Jardin Saint Martin até a Catedral de Mônaco (1875), onde muitos membros da família Grimaldi, família soberana de Mônaco desde o século XIII, foram enterrados.

jdmartin
Vista do Jardim

jdmartin2

catedral4

catedral2 catedral3

cidadevelha

Detrás da Catedral pegamos uma ruazinhas pequetitas, bem estilo cidade velha, e chegamos a Place du Palais, a residência oficial do Príncipe de Mônaco e da família Grimaldi desde 1297. Nesse ponto encontramos um acúmulo terrível de turistas e estranhamos, porque o passeio tinha sido bem tranquilo até então.

palacio2
Na frente do Palácio: muitas lojinhas de souvenirs
palacio
Palácio
palacio5
Vista do Palácio: nessa foto dá pra ver o parque de diversões

palácio3

Dali pegamos uma rampa que nos levou de volta para baixo, onde pegamos nosso ônibus pertinho da Place d’Armes para voltar a Nice.

rampa rampa2

Nós caminhamos cerca de 3 horas com mochila nas costas e tudo, sempre muito empolgados com as vistas lindas que o passeio proporciona, mas nesse momento a gente achou melhor voltar pra Nice e deixar de fora os pontos que ficavam mais longe (Roseraie Princesse Grace e o Jardin Exotique, por exemplo). Pegamos o ônibus 100, novamente, apreciamos mais uma vez a beleza da paisagem, batemos uns papos com duas velhinhas, e chegamos em Nice ainda com tempo pra aproveitar mais um pouquinho a cidade, dessa vez com tempo bom.

Precisa dizer que eu amei? Sério, foi um passeio incrível, barato e nos sentimos muito bem lá. Eu sei que tem gente que torce o nariz nessa história de ir pra Mônaco, porque é terra de milionário e coisa e tal, e que tudo é caro e blá blá blá, mas a gente teve a sensação que é mais barato que a Suíça. Em todo caso, existem formas de fazer isso barato e, a mais óbvia delas, é se hospedar em Nice e ir até Mônaco de ônibus, como fizemos. Nós gastamos 3 € cada um com transporte, mais uns 5 ou 6 € com o lanche, então coloca aí que esse passeio nos custou 10€ cada um. Mesmo se tivéssemos entrado no Museu, no Cassino e no Palácio, o valor do passeio seguiria ainda bem razoável. Claro que se você quiser se hospedar lá e comer nos melhores restaurantes você certamente vai gastar muito (muito), mas faz isso só quem quer e quem pode. Barato ou caro, de ônibus ou de Ferrari, Mônaco é um lugar que vale a pena conhecer!

monaco
Foto do Insta!

Você também pode gostar de:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *