Moscou: a beleza das estações de Metrô

O metrô é a melhor forma de se locomover por Moscou. Ele pode assustar um pouco de início, mas é prático, seguro e rápido (falei mais sobre o assunto no post de dicas práticas de Moscou). O metrô de Moscou foi inaugurado em 1935, na era Stalin, que desejava que as estações de metrô fossem verdadeiros palácios para os trabalhadores: grandiosas e com muito luxo. E é por isso que o metrô de Moscou não é só meio de transporte, é também ponto turístico.

O metrô de Moscou é o maior do mundo em número de passageiros, transportando mais de 9 milhões de pessoas por dia na capital russa. São 12 linhas que atendem 196 estações e mais de 300 km, sendo o sexto metrô mais extenso do mundo. Além de lindas, as estações de Moscou também são enormes e, algumas delas, muito profundas (como a Park Pobedy, que está a 84m abaixo da superfície, a 3º mais profunda do mundo, e tem uma escada rolante de 740 degraus que demora 3 minutos para levar os passageiros até a superfície).

escada_rolante
Só na escada rolante mesmo!

O interessante é que algumas estações mantém sua decoração original, do tempo em que o Comunismo comandava o país, representando a ideologia da revolução comunista nos seus afrescos e estátuas, e também nas estrelas vermelhas e foices (que podemos encontrar em várias estações).

Antes de viajar eu encontrei algumas dicas sobre as lindas estações de Moscou e anotei algumas para visitar. Infelizmente nossas fotos não estão ~assim uma Brastemp, mas é porque estávamos somente com o celular e ficávamos um pouco envergonhados de fotografar ambientes tão cheios…parece sempre que tem alguém contrariado saindo nas nossas fotos.

Kievskaya – Киевская 

Linha circular marrom (5) com linhas azul clara (4) e azul escuro (3)

kievskaya_2

Novoslobodskaya – Новослободская 

Linha circular marrom (5) com linha cinza (9)

novos

Komsomolskaya – Комсомольская 

Linha circular marrom (5) com linha vermelha (1)

komso

Prospekt Mira – Проспе́кт Ми́ра

Linha circular marrom (5) com linha laranja (6)

prospekt

* Eu também tinha anotado a Mayakovskaya (linha verde – 2), mas acabamos deixando pra depois e esquecendo de ir lá…peguei a imagem na wikimedia só pra ilustrar.

Mayakovskaya

Essas quatro estações que visitamos ficam na linha circular, que é a linha marrom. O passeio todo foi muito prático, porque nós descíamos na estações que queríamos fotografar, e não precisávamos esperar nada até passar o próximo metrô e assim ir pra próxima estação interessante. Aliás, o metrô lá é incrível nesse sentido, nós nunca tínhamos que esperar mais que alguns segundos pra embarcar. E vale salientar que o metrô tem wi-fi – mas nunca conseguimos conectar (wi-fi preconceituoso).

esatacao_2
Borovitskaya!

estacao

Bom, e num metrô dessa magnitude, é de esperar alguns probleminhas também. Nós pegamos o metrô lotado várias vezes – mesmo no domingo – e dificilmente conseguíamos sentar (isso não é ruim, é só pra demonstrar a lotação). Além disso, as pessoas são um pouco sem noção e ficam paradas bem na porta do metrô, diminuindo o espaço e dificultando a entrada e saída das outras pessoas. Nesse sentido, tem que ser um pouco rápido também, porque as pessoas são meio brutas e vem atropelando mesmo – não espere ouvir um “com licença” ou um “por favor”.

corredores
Longos corredores..

1951

Mesmo assim tivemos uma experiência muito boa com o metrô, tanto com a parte prática quanto admirando a beleza das estações. Com certeza é a melhor forma de se locomover pela cidade, já que as estações podem ficar muito longe umas das outras. E com o trânsito caótico da cidade e taxistas que não falam inglês, acaba sendo a única forma de se locomover pela cidade gastando pouco (pouco mesmo, os bilhetes são bem baratos).

E pra quem curte o assunto e quer mais estações lindas, separei dois links bacanas: uma lista com as 20 mais belas estações de metrô do mundo, e aqui outra lista com 15 estações (algumas repetem, mas vale a pena ver do mesmo jeito).

Você também pode gostar de:

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *