Nova York I: Museus

Nova York é uma cidade cheia de atrações, pontos turísticos e coisas interessantes, então é preciso ter a consciência de que em 5 dias (nosso caso) não dá pra ver tudo; e saber priorizar pra aproveitar a viagem ao máximo. Vou dividir o post de pontos turísticos de NY em partes pra não ficar muito longo, e começar falando dos museus que visitamos. NY tem inúmeras opções de museus, mas pra essa viagem decidimos conhecer os três mais importantes (pelo menos na minha humilde opinião).

Museu de História Natural –  American Museum of Natural History – 1869

O Museu de História Natural abriga a maior coleção de fósseis de dinossauro do mundo. Além disso, também tem exposições sobre a origem do homem e diferentes culturas, biodiversidade e meio ambiente, pássaros, répteis, anfíbios, mamíferos… Esse é o museu do filme “Uma Noite no Museu” (mesmo que o museu do filme seja um pouco diferente). O museu é enorme e bem interessante (achei diferente de outros museus que eu já visitei). A nossa ideia era fazer um passeio rápido e tranquilo (sem aquela pressão de ver o museu inteiro), focando no que queríamos ver, mas o museu estava tão lotado que o passeio acabou sendo meio stressante.

IMG_0817

mhn1 mhn2

IMG_0838

Existe um valor de entrada sugerido, que é de $22, mas você pode entrar pagando o quanto quiser – avise ao caixa que você quer pagar X dólares, senão eles vão cobrar os $ 22.

MET – Metropolitan Museum of Art – 1870

É o maior museu de arte dos EUA e um dos dez maiores do mundo. Sua coleção permanente contém mais de 2 milhões de trabalhos divididos em 17 seções de curadoria, que vão desde obras da antiguidade clássica e Antigo Egito, pinturas e esculturas de mestres europeus à uma grande coleção de arte americana e arte moderna, assim como coleções de arte africana, asiática, bizantina e islâmica. Nós fomos ao MET no sábado de manhã, e passado o Antigo Egito, que estava fervilhando de gente, o resto do museu estava mais habitável. Eu fiquei boba com a quantidade de obras phodas importantes, daquelas que a gente estuda no colégio, e depois na faculdade nas aulas de história da arte.  Também é um museu enorme, e se você não quer passar horas e mais horas lá dentro, é preciso foco pra ir diretamente naquilo que você quer ver.

IMG_0897

met03
Van Gogh: Irises; Van Gogh: Roses; Degas: The Little Fourteen-Year-Old Dancer; Georges Seurat: Study for A Sunday on La Grande Jatte

met01 met02

Claude Monet: Bridge over a pond of Water Lilies
IMG_0920
Van Gogh: Wheat Field with Cypresses

Assim como no Museu de História Natural, o valor da entrada é sugerido. Você paga o quanto acha que vale, o quanto você puder.

MOMA – Museum of Modern Art – 1929

Fundado em 1929, o MOMA foi o primeiro museu devotado a arte moderna. Atualmente, possui uma rica e variada coleção, oferecendo um panorama da arte moderna e contemporânea, da pintura e escultura européia de 1880 até filmes, design e arte performática atuais. O museu iniciou com 8 pinturas e 1 desenho, e hoje sua coleção possui mais de 1500 pinturas, esculturas, desenhos, fotografias, modelos arquitetônicos e objetos de design – incluindo Claude Monet, Van Gogh, Picasso, Andy Warhol…

Desde o ensino médio, quando eu tive que fazer uma “releitura”, eu tenho um apego com o “Noite Estrelada” do Van Gogh. Por isso eu estava muito empolgada com a ida ao MOMA. Como a entrada do MOMA é meio cara, nós resolvemos ir na sexta a noite, que é a UNIQLO Free Friday Nights (das 16h às 20h). Chegamos lá meio cedinho (entre 16h e 17h), e enquanto o Henrique estava na fila do Halal Guys pra comprar o almoço, eu entrei numa fila gigantesca pra pegar os tickets gratuitos. Eu diria assim: se você realmente quer ver o museu, quer apreciar as obras, curte arte moderna, não vá na sexta a noite. É claro que é bacana poder entrar num museu como o MOMA sem gastar um centavo, mas tinha tanta gente lá dentro, mas taaaanta, que tava impossível apreciar qualquer coisa – tava impossível até andar. É um passeio super bacana que eu recomendo muito, mas se você quer apreciar com calma, pague os $ 25 e seja feliz.

IMG_0888

moma01

IMG_0865
Picasso: Les Demoiselles d’Avignon
IMG_0869
Henri Matisse: A dança
IMG_0880
Van Gogh: Noite estrelada
IMG_0881
Roy Lichtenstein’s : Drowning Girl
IMG_0889
Henrique dando uma surra num desconhecido no Street Fighter

Outra coisa super interessante é passar na “lojinha” do MOMA – tem muita coisa bacana. De início eu achei que os preços não estavam muito amigos, mas depois, comparando com o resto de NY, eu passei a achar os preços bem bacanas.

Eu achei o MOMA e o MET realmente espetaculares em termos de acervo. Eu fiquei muito impressionada de encontrar a quantidade que encontrei de obras famosíssimas e super importantes entrando em só dois museus. E pense o seguinte: se você for no MOMA na sexta a noite e pagar o quanto puder no MET e no Museu de História Natural, você vai ter acesso a 3 ótimos museus e a um acervo impressionante por um preço muito bom. O único ponto negativo é que esse acervo atrai muita gente e você tem que disputar espaço pra conseguir ver as obras (e acaba tendo fotos zoadas como as desse post).

Você também pode gostar de: