Noiraigue: hiking do Creux du Van

Depois de uma primavera cheia de finais de semana chuvosos e emburrados, nós aproveitamos a chegada do verão para fazer hiking e conhecer algumas paisagens suíças de tirar o folêgo. Nosso primeiro hiking da temporada aconteceu no último finde de junho e fomos conhecer o Creux du Van. O Creux du Van é uma formação rochosa em um formato que lembra um anfiteatro, com paredões de 160m de altura que circundam a bacia de um vale, com 4km de comprimento e cerca de 1km de diâmetro.

creux_mys
Fonte: myswitzerland
Como chegar

O ponto de partida desse hiking é o vilarejo de Noiraigue (Noarrégue), pertinho de Neuchâtel. A viagem Neuchâtel-Noiraigue demora 21 minutos, e o trem sai de hora em hora no final de semana e umas duas vezes por hora durante a semana (consulte o site do CFF para conferir certinho). A passagem custa CHF 6,20 e é válida por 90 minutos.

Chegando no vilarejo, é só seguir as tradicionais plaquinhas amarelas de hiking. Partindo do vilarejo e voltando para ele são 14 km de caminhada, com uma subida de cerca de 725 metros. É possível fazer esse hiking de maio a outubro.

Nossa experiência

Vou começar contando o que eu mais gostei (além da vista, claro): a maior parte do caminho é na sombra, dentro da floresta! Então, apesar do calor infernal que estava fazendo, nós subimos com muita tranquilidade e com uma temperatura bem agradável (e sem fazer marcas bizarras de bronzeado).

Preciso confessar que os primeiros 20 minutos são sempre os piores. Eu fico pensando na minha casa, na minha cama, no Netflix e me xingando por estar ali. Mas superados os primeiros 20 minutos, o resto flui que é uma maravilha! Nós subimos tranquilamente, parando de vez em quando e, mesmo não sendo os “experts do hiking”, a gente sempre consegue fazer um tempo bacana.

* Tá, mas nem comparação com os suíços né… que esses aí sobem correndo praticamente =P

Conforme ilustrado na imagem abaixo, nós subimos pela esquerda e descemos pela direita. A primeira parte da subida é super tranquila, em uma estradinha morro acima nada exigente. Mais ou menos na metade do caminho tem o restaurante Des Oeillons, ótimo pra parar, beber algo e dar uma descansada. A partir dali você engata em uma subida em zigue zague sem fim (são 14 curvas!) até chegar aos paredões do Creux du Van. Essa última parte é um pouco mais trabalhosa, pois a trilha é estreita e um pouco pedregosa.

Capture d'écran 2015-08-15 15.02.25

Chegando lá em cima a vista é incrível! Não só pela formação rochosa, mas também pela vista dos arredores que a altura proporciona! Dá pra ver até um cantinho do lago de Neuchâtel! E conforme você vai dando a volta no semicírculo, mais paisagens lindas vão aparecendo… é pra apreciar com calma mesmo!

creux_2
A primeira vista que temos quando chegamos lá em cima!
insta
Foto do insta: dá pra ver o lago, lá longe!

creux

creux_5

Na hora de descer nós escolhemos o caminho du Single. Eu, particularmente, gostei muito mais do caminho da subida e me arrependi de não ter descido por ele. No caminho du Single haviam muitas pedras soltas no chão seco e a constante pressão pra manter o equilíbrio e não descer rolando fez meu joelho pulsar de dor. No final das contas, eu sempre acho as descidas muito piores que as subidas!
Entre chegar, subir, passear, descansar e descer, nós levamos cerca de 5 horas. O que não é nada mal, pois o tempo estimado é de 4h20 para esse hiking.

creux_3

Apesar de ser considerado um hiking de dificuldade média e exigência física alta, nós achamos bem tranquilo (mas frisando, não somos esportistas mas somos acostumados a caminhar bastante). Claro que é importante você conhecer seus limites e criar seu próprio ritmo, pra fazer do hiking um passeio agradável.

Pra quem mora na Suíça e tem tempo, eu acho um passeio imperdível. Para os turistas, eu acho que ele vale a pena somente se você tem mesmo muito tempo livre (reserve 1 dia inteiro) ou então se o objetivo da viagem é sair do clichê turístico e explorar a natureza. E não se esqueça das roupas e calçados adequados, bastante água e muito pique!

* Já contei sobre um outro hiking, o que fizemos para subir até o lago Oeschinen!

Você também pode gostar de:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *