Nova York II: Pontos Turísticos

Como eu comentei no post anterior, Nova York é uma cidade cheia de coisas interessantes pra ver e fazer. É preciso selecionar de antemão aquilo que você considera imperdível, e selecionar mais algumas coisinhas caso sobre algum tempo (que, no nosso caso, nunca sobra). Além dos museus, que eu já comentei aqui, nós também fomos nos seguintes pontos turísticos:

Estátua da Liberdade: antes de viajar eu pesquisei na internet sobre o passeio de barco que para na frente da Estátua tocando Frank Sinatra e záz, mas também li sobre a barca gratuita – ferry –  que vai pra Staten Island, e deixamos pra decidir lá na hora o que fazer. Não vou dizer que o fator $$ não influenciou, mas a fila pro barquinho bacana estava tão grande, mas tão grande, que a gente não quis perder meio dia ali e foi de ferry gratuito mesmo. Como era domingo o ferry estava vazio, e em questão de 1 hora estava feito o passeio. Assim como nós, vários outros turistas utilizaram a barca de Staten Island. Ela não passa pertinho da Estátua e nem toca Frank Sinatra – zero glamour – mas dá pra ter uma vista bacana de Manhattan, da Ponte do Brooklin e da Estátua mesmo, que bem da verdade, é meio pequena. Com certeza foi um dos passeios mais agradáveis da viagem: sem fila, sem demora e sem incomodação.

IMG_0937 IMG_0939Calma amigos, tem muito zoom nessa foto

IMG_0945 IMG_0950 IMG_0955 IMG_0960

Central Park: Bem, o Central Park é realmente impressionante. Pra começar, ele nem é tão grande de largura (dá pra ir do MET ao Museu de História Natural rapidinho), mas é muito grande de comprimento. Muita gente correndo, andando de bicicleta, levando o cachorro passear, alimentando os esquilos, descansando nos banquinhos… e muitos turistas turistando. O Central Park é uma atração com “n” atrações dentro, e nós escolhemos passar pelo Belvedere Castle e pela estátua da Alice no País das Maravilhas.

IMG_0979Esquilos =**

2014-04-20 12.56.24 2014-04-20 12.58.01 2014-04-20 13.05.34Vista do Belvedere Castle

2014-04-20 13.10.25 HDR

IMG_0997ó o estado da pobre Alice

Rockfeller Center – Top of the Rock: As pessoas sempre comentam como é bacana subir em um prédio e ter a vista de Manhattan das alturas. E dá pra fazer isso subindo no Empire State ou no Top of the Rock. Nós escolhemos o Top of the Rock por dois motivos: dá pra ver o Empire State e dá pra ver o Central Park tbm. Nós pagamos $29 cada um (passeio facada), mas apesar de toda a multidão que estava em NY naqueles dias, foi tudo muito tranquilo. O nosso bilhete tinha um horário pra subir, mais ou menos uns 30 minutos depois da compra. Então a gente comprou, fez um tempo nas lojinhas do Rockfeller Center, passou no banheiro e voltou pra elevador. A vista lá de cima é realmente muito bacana, e você pode ficar lá o tempo que quiser – nós até sentamos e fizemos um lanchinho (aproveitar tudo que dá). Na parte mais alta do prédio não tem vidro, então dá pra fazer fotos muito boas e se divertir procurando prédios famosos, a Estátua da Liberdade, detalhes do Central Park…

2014-04-20 16.49.49 2014-04-20 16.49.57

IMG_1018 IMG_1019 IMG_1025Central Park

IMG_1038

Empire State: Mesmo tendo visto o Empire State lá do Top of the Rock, a gente passou na frente pra dar uma pescoçada (literalmente). E encontramos uma fila enoooorme de gente esperando pra subir no topo. De qualquer forma, ele é muito mais interessante visto de longe.

IMG_1016 IMG_1012

Times Square: Ir a NY e não passar na Times Square é meio que uma sacanagem. As pessoas adoram descrever a “magia dos luminosos da Times Square”. Eu, particularmente, não vi muita magia lá não: eu vi uma multidão enlouquecida e muito mal educada cheia de sacolas de compras, ruas lotadas, lojas lotadas, trânsito caótico. Não quero desmerecer a Times Square, mas com certeza eu não fui em um bom momento. Quando chegávamos lá, instantaneamente batia um cansaço, uma dor de cabeça, um mal estar… e a gente tratava de escapar rapidinho. Não que eu não tenha aproveitado a Times Square, eu até sentei na escadaria da TKTS pra comer um cheesecake, mas espero voltar em uma época menos turbulenta, pra conseguir olhar pra cima e apreciar a “magia” sem ser pisoteada.

2014-04-19 16.53.10 2014-04-19 16.53.15 2014-04-19 16.53.19

2014-04-20 18.36.21

Grand Central: A Grand Central é o maior terminal de trens do mundo em número de plataformas. Eu tava bem curiosa pra conhecer porque ela aparece em vários filmes, inclusive no Madagascar…

IMG_0843Grand Central com o Chrysler Building ao fundo

2014-04-17 16.30.46 2014-04-17 16.30.51

Biblioteca Pública de NY: A ideia de passar na Biblioteca foi mais ou menos como a Grand Central, já que eu lembrava dela do filme “O dia depois de amanhã” e eu queria conferir se era daquele jeito mesmo. De fato, o prédio é muito lindo e imponente, mas eu não encontrei a super sala que eu imaginava – é meio estranho ficar turistando aonde tanta gente está estudando, então acabamos passeando um pouquinho e saindo.

IMG_0841 IMG_0842

Catedral St Patrick: Como sempre nos meus roteiros eu incluo igrejas, dessa vez fomos conhecer a St. Patrick (que é bem pertinho do Rockfeller Center). Como sempre acontece com a gente em algum momento da viagem, encontramos a catedral em plena restauração. Eu queria conhecer a St. John the Divine, que é a quarta maior igreja cristã do mundo, mas a localização e o tempo curto me desencorajaram.

Chelsea Market: O Chelsea Market é um mercado público construído no prédio de uma antiga fábrica de Oreo. Fomos lá por curiosidade mesmo, porque depois de conhecer o Reading Terminal Market da Philadelphia fica difícil outro mercado ser tão interessante. O lugar é bem bacana, cheio de opções de alimentação e lojas. Como já tínhamos tomado o café da manhã, o passeio foi bem pra ver das qualé.

IMG_0846 IMG_0847

High Line: Saindo do Chelsea Market a gente foi dar um passeio no High Line, que é um parque suspenso construído em uma via férrea elevada de NY. Ele tem 1,6 km de extensão cheios de vegetação, bancos e espreguiçadeiras, oferecendo uma vista bacana pro rio e também pros bairros do entorno.

IMG_0848 IMG_0849 IMG_0850 IMG_0852 IMG_0853

West Village: Caminhamos no High Line na direção sul até ele acabar, e fomos caminhando até o West Village. A ideia era sair um pouco do tumulto da Times Square, ver uma região um pouco mais residencial e tranquila. Acabamos encontrando a Bookmarc, a papelaria do Marc Jacobs, mas meu bolso não estava condizente com seus produtos grifados (alguns tavam de chorar de lindos).

Flatiron District: Já que estávamos ali por ali, voltamos caminhando até o Flatiron District porque eu queria passar numa loja que fica perto do Flatiron Building. Aproveitamos pra ver o prédio em forma de ferro de passar, que foi construído num terreno de “quina”. Aliás, encontramos várias lojas bacanas nessa região e não estavam lotadas.

2014-04-18 15.11.31

IMG_0858Flatiron Building

IMG_0859Em frente ao Flatiron

Columbus Circle: A Columbus Circle é uma rótula que fica na ponta inferior esquerda do Central Park (olhando no mapa), e onde tem um shopping. Eu achei o shopping um nojo só, apesar de ter Sephora e H&M, e ainda por cima estava super lotado.

IMG_0927Columbus Circle: Estátua Cristóvão Colombo

Downtown: Começamos o nosso último dia em NY passeando por Wall Street. Ao contrário da parte mais “alta” da ilha, Downtown tem umas ruas mais quebradas e irregulares. Passamos a manhã passeando pelos vários pontos de interesse da região (Touro da Bolsa, Bolsa de Valores, Federal Hall Memorial, City Hall…)

2014-04-21 10.12.39Touro das bolas da Bolsa

2014-04-21 09.53.46Bolsa de Valores

2014-04-21 09.53.59Federal Hall Memorial

2014-04-21 13.25.39 2014-04-21 13.35.15

City Hall

One World Trade Center: Seguimos em direção ao complexo do World Trade Center, vendo o One World Trade Center bem de longe já – o maior edifício de NY agora. Não conseguimos entrar no memorial do 11/09 porque a fila era imensa demais-da-conta-de-perder-de-vista, e não estávamos no embalo de perder o resto do nosso dia em uma fila (época de super lotação tem dessas coisas).

2014-04-21 12.44.29 2014-04-21 10.16.00 2014-04-21 11.12.46 2014-04-21 12.44.23

Ponte do Brooklin: Saindo do World Trade Center, fomos em direção a Ponte do Brooklin. Esse foi o único “passeio” que nós falhamos por causa da minha dor no joelho. Nós chegamos a caminhar um pouquinho, mas como o dia era longo ainda, não tive coragem de caminhar sequer até um ponto que me desse um bom visual de Manhattan.

2014-04-21 13.41.37

 

2014-04-21 13.41.27Vista da cidade a partir da ponte (esquerda)

2014-04-21 13.41.31Vista da cidade a partir da ponte (direita)

Chinatown: Partindo da Ponte, seguimos em direção ao Chinatown. Pense num bairro cheio de gente, de lojinhas, de cacarecos, de mercados de peixe (ecaaaa)… Achei o passeio interessante, mas não faria de novo.

2014-04-21 14.01.43

Little Italy: Do Chinatown fomos para o Little Italy, mas como eu andei lendo na internet, parece que o Chinatown tá engolindo o bairro italiano. Encontrei uma rua só, com umas gelaterias e uns “macaroni”.

2014-04-21 14.18.54

Soho: Do Little Italy fomos pro Soho, onde caminhamos aleatoriamente. Passamos por várias lojinhas bacanas, tipo Galeria Melissa, Loja Taschen, Benefit…. mas foi uma caminhada sem rumo mesmo, só pra sentir um pouco o ar do bairro.

Union Square: Terminamos o dia na Union Square, onde eu aproveitei pra fazer umas compras na Forever 21 e o Henrique aproveitou pra ir na Burlington Coat Factory.

2014-04-21 16.00.05

 

Algumas fotos estão melhores, outras estão zoadas, e outras nem existem (Soho e West Village), mas o importante é que todas as fotos desse post são nossas, e foram feitas com câmera comum e celular mesmo. Pra fazer todos esses passeios a gente comprou um cartão de metrô ilimitado com duração de uma semana, então pegávamos o metrô sempre que necessário. Alguns dias, como nesse último, nós começamos em Downtown e fomos caminhando até o Soho… taca-le pau no joelho véio.

Você também pode gostar de:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *