Roteiro de 1 dia em Lausanne

Lausanne é uma das maiores cidades da Suíça e é cheia de pontos turísticos. Infelizmente, nem todo mundo passa por aqui com tempo pra explorar tudo que a cidade tem pra oferecer, então hoje eu vou contar aqui qual é meu roteiro para visitas relâmpago.

Nesse roteiro eu procuro levar os amigos pra conhecer os pontos principais em um único dia. Pode ser útil pra quem vai dar só uma ‘passadinha’ por Lausanne.  Vale lembrar que eu criei esse roteiro baseada no que é mais importante, mas também nos meus gostos pessoais, então vale a pena pesquisar e descobrir o que mais te interessa, assim você adapta o roteiro conforme seus gostos.

Os links levam pra post específicos que fiz sobre cada lugar, e podem te ajudar a entender um pouco mais e se achar no meu roteiro. Em todos casos, um mapa da cidade é de suma importância pra você se guiar sem erro, principalmente nas ruelinhas do centro.

Vamos lá:

Geralmente eu começo o roteiro pelo parque Sauvabelin. Eu gosto muito do parque, gosto da mini fazendinha, da tranquilidade, e da vista da cidade lá do alto da torre. No entanto, eu só vou até o Sauvabelin quando temos bastante tempo, porque apesar de prático esse é um passeio que toma um pouquinho de tempo. Na hora de voltar pro centro, o ônibus 16 deixa bem pertinho da Catedral (parada Pierre Viret).

sauvabelin3
Sauvabelin

Pra quem não tem muito tempo ou quer encurtar o passeio ao essencial, sugiro começar direto pela Catedral de Lausanne. Se quiser você pode apreciar uma vista da cidade igualmente linda subindo na torre da Catedral.

catedral

vista
Vista da Torre

Depois da Catedral é só caminhar um pouquinho e você vai chegar no Château St. Maire, sede do governo do cantão de Vaud. No caminho até o château você vai passar pela Ancienne Académie, outro ponto turístico da cidade.

st.maire
Château St. Maire

Depois de visitar o Château vá em direção ao Palais de Rumine. Meu caminho preferido é usar a rampa ao lado da Ancienne Académie, que leva para os fundos do Palais, onde tem uma passarela que dá acesso a uma pequena porta. Você pode entrar por ali sem problemas e conhecer o interior do Palais (só paga pra entrar nos museus, nas laterais), e aí é só descer as escadarias e sair pela porta principal, já na Place Riponne.

rumine
Palais de Rumine

 * Se você não encontrar a rampa, volte pra frente da catedral e desça as escadarias, sem stress.

Depois de visitar o Palais de Rumine, eu costumo voltar um pouquinho na direção da Catedral pra descer até a Place de la Palud pelas Escaliers du Marché (é a parte mais bonita da escadaria).

Escaliers_du_Marche
Escaliers – lausanne.ch

Na Place de la Palud tem uma fonte, o Hotel de Ville, lojinhas de souvenirs, e em seus arredores encontramos grandes lojas como Globus, Zara, H&M… e também dá pra partir em uma caminhadinha pelas ruelas do centro histórico ou do Flon, o quarteirão moderninho da cidade.

hoteldeville
Hotel de Ville

 * Mais infos sobre o Château St. Maire, Ancienne Académie, Place de la Plaud, Escaliers du Marché… aqui no post sobre o centro histórico da cidade – tem mapa tbm!

Geralmente esse é o momento em que paramos para almoçar também. Essa área da cidade é cheia de opções, tanto de restaurantes, quanto de fast food e supermercados. Vai de cada um procurar pelo que quer.

O que eu costumo fazer, e que é sempre bem legal, é passar no Migros do Flon (subterrâneo) e comprar sanduíches, guloseimas e bebida e fazer um pique nique no Montbenon, o próximo ponto turístico do roteiro. O almoço sai baratinho e a experiência é bem agradável. Se estiver muito frio ou chovendo, dá pra passar nos restaurantes do Coop City ou do Migros (no Metropole) e almoçar com um precinho mais em conta (aliás, já falei do preço da alimentação na Suíça, nesse post aqui).

Mesmo se você almoce pelo centro, recomendo passar no Montbenon. É uma das partes mais bonitas da cidade (na minha opinião). Pra quem tiver interesse, ali do Montbenon é bem pertinho pra ir até St. François, conhecer mais uma região bacana da cidade.

montbenon
Montbenon

Depois disso, é só pegar o metrô M2, ali no Flon mesmo, e descer em direção a Ouchy, a beira do lago. Essa é, definitivamente, a parte mais bonita da cidade. Vale a pena caminhar sem pressa, fotografar, sentar…. e depois seguir para o Museu Olímpico. Mesmo se você não tiver a intenção de entrar no museu, vale caminhar até lá em cima, na entrada. Tem várias coisas interessantes que você pode ver (e uma linda vista) sem ter que pagar nada.

ouchy_2
Ouchy (vista do barco que vai pra Evian)

Se você pretende entrar no museu, guarde no mínimo umas 2 horas pra esse passeio, e se programe com relação ao horário do museu (fecha sempre as 18h). O museu é super interativo, e vale a pena aproveitar bem os CHF 18 gastos lá dentro explorando tudo com afinco.

2014-01-05 12.39.08

E, se sobrar um tempinho depois disso, continue caminhando na beira do lago até o parque Denantou, pra ver o pavilhão tailandês. Ele é pequenino, mas vale a caminhada tranquila até lá.

denantou

É isso, um roteiro pra ver os pontos principais da cidade. Essa coisa de ‘roteiro de 1 dia’, ‘roteiro de final de semana’ é uma coisa meio traiçoeira né, porque cada pessoa passeia/caminha num ritmo diferente, se distrai mais, menos, quer descansar… Eu já fiz esse passeio com amigos e faltou tempo, já fiz com outros amigos e sobrou tempo…. mas num geral é sempre isso mesmo que a gente faz quando temos só 1 dia por aqui.

Você também pode gostar de:

6 Comentários

  1. Olá, tudo bem?

    Gostamos muito do roteiro de um dia em Laussane e vamos fazer um post no blog com as suas dicas adaptadas com as nossas colaborações.

    Vamos colocar referência para o seu post para que possam clicar na “fonte original”.

    Abraços,

    O mundo é pequeno para mim

    1. Olá Lara

      Que bom que vocês gostaram!
      Estou no aguardo pra conferir a experiência de vocês.
      Obrigada pela referência 😉

      Abraços
      Monique

Deixe uma resposta para Monique Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *