Vamos pro Japão?

Eitaaaa! No momento em que esse post for publicado eu estarei a caminho do Japão!

Desde que nos mudamos para a Suíça nós estabelecemos uma meta de fazer 1 grande viagem por ano (e por grande entende-se uma viagem para um destino mais longínquo e que dure mais dias). Isso porque aqui conseguimos comprar passagens para várias partes do mundo por um preço que no Brasil é impensável.

Em 2013 nós traçamos essa meta e definimos que 2014 seria o ano de Nova York, 2015 seria o ano do Japão e 2016 seria da Nova Zelândia. A escolha do Japão para 2015 vem de uma vontade antiga já, de conversas de quase 8 anos atrás, quando viajar pra qualquer lugar estava muito longe da nossa realidade. Aliás, eu conheci o Henrique por causa de um grupo de fãs de cultura japonesa e, desde então, sempre alimentamos essa vontade.

Não ficamos obcecados nisso mas, por coincidência, conseguimos uma super promoção no ano passado e realmente conhecemos Nova York. E no finalzinho do ano passado quase compramos passagens pra China, pensando em mudar nossos planos pra fazer o “sonho caber melhor no bolso”. Mas algo me fez desgostar da ideia e eu convenci o Henrique a não comprar. E aí, em fevereiro desse ano, pesquisando passagens para a Páscoa, encontramos passagens pro Japão com um preço ainda menor que as passagens da China!

osaka
fonte: imgur.com

Como eu disse, não é uma obsessão. Não ficamos o tempo todo procurando passagens e cotando preços. Mas aconteceu essa super coincidência de encontrarmos passagens promocionais exatamente pros destinos que tínhamos planejado. E quanto a 2016, já mudamos de ideia – os preços não são muito convidativos pra Nova Zelândia partindo da Suíça. Já estamos considerando fortemente mudar o destino de 2016 para Asia novamente, algo como Tailândia, Hong Kong ou Singapura… sabe né, tem que focar e jogar no universo para atrair outra promo maravilhosa no ano que vem!

Nós vamos de Swiss até o aeroporto de Narita, em um voo direto de mais de 11 horas partindo de Zurique. É longe, mas ainda é muito mais prático do que fazer essa viagem partindo do Brasil. Infelizmente não poderemos ficar muitos dias, porque a vida anda, o tempo corre e as férias tem dias contados. Ficaremos 10 dias que serão divididos em uma parte mais tranquila e histórica, por Osaka e Quioto, e uma parte mais loucura total em Tóquio. Nossa programação foi feita com muito carinho e cuidado, focando em pontos bem emblemáticos e que queremos muito conhecer. Se tudo der certo e ela se mostrar uma boa programação, dividirei aqui com vocês na volta.

Depois de comprada a nossa passagem de avião, nós já reservamos hotéis em Osaka e Tóquio (meio carinho, viu). Com a passagem, as reservas e a nossa programação, entramos com o pedido de visto no consulado japonês em Genebra. O processo foi bem similar ao brasileiro, mas acredito que a lista de documentos era menor. O Henrique foi ao consulado pessoalmente, entregou tudo e, em uma semana, voltou lá pra buscar. O valor pago foi um pouco mais alto que no Brasil, cerca de 80 reais por visto.

* Se você tem dúvidas de como isso funciona no Brasil, dê uma procuradinha no google. Tem muita gente dando dicas e explicando o processo.

tokyo
fonte: tripadvisor.com

Com o passaporte em mãos e tudo acertado, compramos também um Japan Rail Pass de 7 dias para poder viajar pelo país com um preço mais em conta (o próprio consulado nos indicou agências onde comprar). Achamos esse tal Rail Pass bem caro, mas aí somamos os trajetos individuais e vimos que valia a pena mesmo comprar o passe. E depois, refletindo, percebemos que ele custa menos do que um Swiss Pass…

Eu diria que, a meu ver, o Japão é o destino do momento no Brasil (diria quase que a febre está passando) Muitas pessoas viajando, postando dicas, fazendo vídeos (e já deu de fazer vídeo experimentando kit kat gente, vamos superar essa fase) e isso tudo me ajudou bastante a montar a nossa programação e decidir coisas legais pra fazer – assim como me ajudaram a criar uma wishlist de coisinhas pra comprar e também uma lista de desejos gastronômicos – meu estômado quase dói pensando em tudo de gostoso que comerei por lá, acho que voltarei rolando. Cito em especial o Just Lia, o Coisas de Diva, o Dela Rosa, o canal da Joyce Kitamura e os programas do “Mundo segundo os Brasileiros” como fontes bacanas de infos e dicas sobre o Japão – e mais, claro, alguns blogs de viagem que eu pipoquei sem me apegar.

Só por curiosidade mesmo, eu percebi que o pessoal aqui na Europa não compartilha esse “amor louco e admiração” que os brasileiros tem pelo Japão. Digo isso porque a maioria dos brasileiros só fala bem de lá e descreve a viagem como algo incrível. Enquanto as pessoas daqui (suíços e europeus em geral), tem um certo pé atrás com o país e costumam colocar também os aspectos negativos na balança, transformando o Japão em só mais um destino comum – interessante, mas nada de mais.

Enfim… não consegui deixar posts prontos e agendados (blogueira amadora é outro nível: mais abaixo, certamente) porque tivemos que trabalhar dobrado pra conseguir tirar esses dias de férias sem prejudicar nosso trabalho. Mas, se possível, farei um “alô do Japão” contando um pouquinho como está sendo a viagem.

E pra quem quer acompanhar em “tempo real”, me siga no Instagram. Eu geralmente faço a “econômica” no Instagram, postando só uma foto por lugar que eu passo, porque eu gosto de ficar olhando a marcação no mapinha depois #abobadices. Eu não posto muitas fotos pra não ficar entulhando a timeline das pessoas (acho um pouco ~deselegante), mas dessa vez eu certamente postarei mais!

Tenho certeza que essa será uma experiência muito diferente de tudo o que já vivemos e que será também muito especial (e que cometerei gafes, aliás, preciso mentalizar que eu não posso fazer positivo pras pessoas). E na volta, claro, contarei tudo por aqui, naquele meu jeito meio sem jeito de sempre 😉

legendary

Você também pode gostar de:

1 Comentário

Deixe uma resposta para Viajando pro Japão: aspectos práticos - Gnomonique Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *